ADOPÇÃO DE EMBRIÕES

Casais em que ambos os membros têm problemas de fertilidade têm a possibilidade de usar embriões de uma mulher com características físicas semelhantes às suas. Este método reduz consideravelmente o custo do tratamento.

Em um tratamento de fertilização normal, vários embriões da mesma paciente são incubados simultaneamente. Dos que são mais adequados para fertilização, um deles é transferido para a paciente e o restante é vitrificado para uso em novos ciclos.

Uma vez alcançada a gravidez, a paciente pode decidir doar os embriões que ela não usou para que outros casais possam usá-los em seus próprios tratamentos.

COMO SÃO DIFERENCIADOS?

DUPLA
DOAÇÃO

Na doação dupla, óvulos e espermatozóides de um doador são usados para formar um embrião, escolhendo-os com base nas características fenotípicas da receptora.

ADOÇÃO de
EMBRIÕES

Por outro lado, embriões de outro casal que decidiram doá-los após a conclusão do tratamento de reprodução assistida são usados para adoção de embriões.

Para QUEM É?

  • Pacientes que desejam um tratamento mais simples de reprodução assistida.
  • Casais em que ambos os membros têm problemas de esterilidade.
  • Mulheres sozinhas com baixa reserva ovariana ou baixa qualidade de ovócitos que não podem recorrer à fertilização com sêmen de doador.
  • Pacientes que sofrem de abortos repetidos ou falhas de implantação.
  • Casais que apresentam incompatibilidade genética.

EM QUE CONSISTE?

A seleção dos embriões é realizada levando em consideração as características fenotípicas do casal receptor. Uma vez escolhida, a preparação endometrial da paciente é realizada por progesterona para facilitar o implante, após o que o embrião é transferido para o útero da paciente por uma cânula muito fina. É um procedimento simples que não requer sedação.

FAQ

PREGUNTAS FREQUENTES
  • Quem pode doar um embrião?

Existem vários requisitos necessários para as pacientes que desejam doar seus embriões para outros casais. Em primeiro lugar, os óvulos devem vir de uma mulher com menos de 35 anos de idade, para ter grandes chances de gravidez. Além disso, são necessárias sorologias negativas e cariótipo normal.

  • Que compatibilidade física vai ter o embrião doado comigo?

No caso da adoção de embriões, também buscamos a compatibilidade do grupo sanguíneo e das características físicas das pacientes, embora obviamente na maioria dos casos não seja possível selecionar com a mesma precisão que na ovodoação ou a doação dupla. Neste tipo de tratamentos, não será possível, por exemplo, usar o Ovomatch.